ROSA KLASS

Os desafios do câncer por Ingrid Klass e Vanessa Rosa

ALIMENTOS ANTICÂNCER

essa

 

A alimentação anticâncer é constituída sobretudo de verduras, legumes e leguminosas acompanhados de azeite de oliva (ou óleo de linhaça ou canola), alho, ervas e condimentos.

Alimentos recomendados:

 

Chá Verde

É um poderoso antioxidante, desintoxicador e um facilitador da morte de células cancerosas.

Utilização recomendada: macerar 2 gramas de chá verde durante dez minutos em um bule e consumir na próxima hora.

 

Azeitonas e azeite de oliva

As azeitonas e o azeite de oliva contêm concentrações particularmente altas de antioxidantes fenólicos. As azeitonas pretas são mais ricas em antioxidantes do que as verdes. Por sua vez, o azeite de oliva deve ser preferencialmente prensado a frio, ou seja, extra virgem, sendo assim um produto com concentrações consideravelmente maiores de componentes bioativos do que o óleo refinado.

O consumo recomendado fica entre meia e uma colher de sopa por dia.

 

Cúrcuma e Curry

O cúrcuma é o anti-inflamatório natural mais poderoso identificado até hoje.

Para ser absorvido pelo organismo, o cúrcuma deve ser misturado à pimenta-do-reino. Idealmente ele deve ser diluído em óleo (azeite de oliva ou óleo de linhaça ou canola, de preferência).

Uso típico: um quarto de colher de chá de pó de cúrcuma misturada com meia colher de sopa de azeite oliva e uma pitada de pimenta do reino.

 

Gengibre

A raiz de gengibre age também com poderoso anti-inflamatório e antioxidante e contra certas células cancerosas. Ele contribui para reduzir a formação de novos vasos sanguíneos.

Uso típico: ralar um pedaço de gengibre dentro de uma mistura de legumes que estão sendo cozidos na frigideira.

 

Legumes crucíferos

As couves contem poderosas moléculas anticâncer. Eles impedem a evolução de células pré-cancerosas em tumores malignos.

Utilização: cozimento rápido no vapor, no próprio caldo, ou refogados rapidamente em panela.

Alho, cebola, alho-poró, cebolinha, cebolinha francesa.

O alho é uma das ervas medicinais mais antigas.

Utilização típica: alho e cebola picados e refogados em um pouco de azeite, misturados aos legumes cozidos.

 

Legumes e frutas ricos em caroteno

Cenoura, inhame, batata-doce, diferentes tipos de abóbora e abobrinha, tomate, caqui, damasco, beterraba e outros legumes ou frutas de cores vivas possuem betacaroteno e licopeno, que tem capacidade comprovada de inibir a progressão  de células cancerosas de diversas linhagens.

Uma pesquisa que acompanhou durante seis anos mulheres acometidas de câncer de mama mostrou que as que consumiam mais alimentos ricos em caroteno tinham uma duração de vida mais longa do que as que consumiam menos.

 

Tomate e molho de tomate

Já se concluiu que o licopeno do tomate está associado a um aumento da sobrevida ao câncer de próstata. O tomate também contém uma série de nutrientes anticâncer cuja combinação é mais eficiente do que a do licopeno sozinho. Atenção: é preciso que os tomates sejam cozidos para liberar esses nutrientes, sendo que sua absorção melhora com o azeite de oliva.

 

Ervas e condimentos

As ervas de cozinha, como o alecrim, o tomilho, o orégano, o manjericão e a hortelã, são muito ricas em óleos essenciais da família dos terpenos. Elas aumentam a apoptose das células cancerosas e reduzem sua proliferação, bloqueando as enzimas necessárias à invasão dos tecidos vizinhos.

 

Frutas vermelhas

Morango, framboesa, Ameixas, pêssegos e nectarinas.

 

Graviola

É uma quimioterapia natural e ajuda na imunidade.

 

Cítricos

Laranja, tangerina, limão contém flavonoides anti-inflamatórios. Eles estimulam também a desintoxicação dos cancerígenos pelo fígado.

 

Suco de romã

O suco de romã é utilizado na medicina persa há milênios. Suas propriedade anti-inflamatórias e antioxidantes já foram provadas, assim como sua capacidade , de reduzir consideravelmente o crescimento do câncer de próstata (entre outros).

 

Chocolate amargo

O chocolate amargo (com mais de 70% de cacau) possui numerosos antioxidantes, proantocianidinas e muitos polifenóis. Essas moléculas retardam o crescimento das células cancerosas e limitam a angiogênese.

Um consumo de até 20 gramas por dia não é um aporte calórico excessivo.

Atenção a mistura de chocolate com leite anula os efeitos benéficos das moléculas contidas no cacau. Evite chocolate ao leite.

 

Referências

Web sites
www.ica.gov.br
www.oncoguia.org.br

 

pamela

Paloma Alberti Gosch
Nutricionista Clínica e Oncológica
CRN-4 1914

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *