ROSA KLASS

Os desafios do câncer por Ingrid Klass e Vanessa Rosa

A vida merece ser vivida!

Tantos sonhos, tantas histórias, interrompidos por um susto, uma angústia, desespero, medo, dor na alma… Sua vida passa diante dos seus olhos e você pensa: o que fiz até agora? Pensei em mim? Fiz o que realmente tenho vontade? Minha vida está realmente sendo vivida ou está ligada ao piloto automático?

Nosso dia começa, mal tomamos um delicioso café da manhã e já estamos ligados no 220. Tanta coisa para fazer, resolver, que a hora do almoço já passou e você nem conseguiu almoçar, mas nada melhor que um rápido lanchinho. Quando percebe, já escureceu, está na hora de voltar para casa, a qual te espera com milhões de coisas para fazer, organizar, arrumar. Nisso você observa que tem algo do seu trabalho que está pendente e no meio de tantas tarefas se vê fazendo tudo ao mesmo tempo e adiantando afazeres do próximo dia. Seu corpo cansa, sua mente já não acompanha este ritmo, mas você insiste. Quando percebe já é muito tarde. Mais um dia se passou, todos já foram dormir e mais uma vez, sua noite de sono terá no máximo quatro horas e meia.

E neste ritmo você vai por semanas, meses, anos e sempre pensa que precisa ter tempinho para você, para suas atividades diárias, para fazer o que realmente gosta, para ter um pouco mais de lazer… Quando olha ao seu redor percebe que as crianças que você conhecia já estão crescidas, com uma profissão, muitos com filhos… E você…?!? Neste ritmo desesperador de querer abraçar o mundo e esquecer de si mesmo.

Aí eu pergunto: Quando o sol clareava o dia, o que estava fazendo?

E aquela divertida hora do almoço, seguida de risadas, conversas que temos ao lado de familiares e amigos, por que não tem mais? E ao entardecer, onde estava que não viu as 24 horas se passar e agradecer por mais um dia vivido? E aquele esporte, viagem, filme, por que não dedicou um tempo a isto?

A vida passa muito rápida! Só nos damos conta disso, quando estamos bem mais velhos ou quando nos deparamos com uma doença que nos faz repensar sobre o verdadeiro significado da nossa existência. Deixar para viver sua vida amanhã é a pior besteira que você pode fazer, afinal, não sabemos se teremos este amanhã, ou provavelmente iremos adiar cada vez mais.

Enfim, não espere para fazer daqui um ano o que pode fazer hoje. Não vire escravo do seu trabalho, ou da sua rotina acelerada, não deixe levar seu maior tesouro: seu tempo e  sua vida. Viva de uma maneira saudável a sua alma!

Finalizo assim minha visão sobre o tempo e a vida, com um vídeo que muitos devem conhecer, mas cada vez que vejo reflito ainda mais sobre a vida!

Ingrid Klass

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *